SE: Deus é o suficiente

By 5 de setembro de 2016Relacionamento

DEUS É O SUFICIENTE

Como entender a minha humanidade na grandeza da Deus

{Texto base: Eclesiastes 1 e 2}

Enquanto eu e meu marido estávamos de férias na França, vivemos um momento de terror que nunca pensamos em presenciar: um ataque terrorista em Nice. Esses poucos minutos foram com certeza os piores da minha vida! Um caminhão em alta velocidade entrou em uma avenida interditada atropelando tudo e todos que estavam no caminho. Apesar de ter sido tudo muito rápido, lá no fundo eu sabia que alguma coisa estava errada. Eu e meu marido estávamos a algumas ruas do nosso hotel e corremos para lá. Chegamos tremendo, com muito medo e totalmente em choque. Aos poucos o que a gente mais temia agora estava confirmado: um ataque terrorista tinha acabado de acontecer.

Nessa hora eu desabei e só conseguia lembrar da cena que tinha acabado de ver na mesma rua que aquele motorista dirigiu em alta velocidade: crianças brincando, famílias sorrindo e muita, muita gente passeando. No dia seguinte fomos para a rua, ainda receosos e sem acreditar no que tinha acontecido. Um misto de tristeza e revolta tomou conta dos nossos corações. Nesse momento eu entendi que apesar do medo e da insegurança que estava presente, Deus estava nos mostrando que Ele tem urgência em fazer a obra. Ficamos alguns dias em choque mas gratos por esse livramento.

Algumas semanas depois, já na Finlândia, eu estava voltando da minha aula e no caminho comecei a chorar porque não via sentido na minha vida. Comecei a questionar o vazio que estava dentro de mim e porque eu estava me sentindo assim alguns dias depois de passar por uma das experiências mais marcantes da minha vida. Você pode achar que foi egoísmo meu pensar isso depois de ter presenciado aquele ataque, mas era o que eu estava sentindo. Não conseguia enxergar o meu propósito e nem entender o motivo da minha existência. Durante esse caminho do ponto de ônibus até a minha casa, eu chorei e ouvi uma música que tem marcado a minha vida (Good, Good father). E durante essa canção eu pude sentir Deus falando comigo que Ele é bom apesar de todas as coisas e que Ele estava me chamando para ir mais profundo.

Nesse momento eu entendi que o vazio que estava no meu coração era falta de Deus. Era a falta de um relacionamento com o meu Criador. Meu espírito estava com sede e eu não sabia. Eu não estava fazendo minhas devocionais regularmente e deixei que a correria dos estudos tomassem meu tempo com Deus. Eu decidi dar um basta e ir mais profundo, eu queria, eu quero isso. Foi aí que eu resolvi abrir a minha bíblia e retomar as minhas devocionais.

Peguei a Bíblia, o computador, o fone de ouvido e me sentei. Mas por onde começar? Senti de ler Eclesiastes (que até o momento tem sido meu livro favorito da Bíblia).  Já nos primeiros versículos eu encontrei um autor mal-humorado e frustrado por ter passado os dias tentando encontrar o sentido para a vida. Eu estava me sentido assim. Mergulhei de cara na honestidade de Salomão e me encontrei ali, buscando junto com ele o sentido para uma vida vazia e para a minha insatisfação. Salomão mostrou a humanidade em tamanha honestidade e sinceridade perante uma das perguntas mais feitas até hoje: “Qual é o sentido da vida?”

Salomão foi O cara. Ele teve tudo o que quis e experimentou todas as coisas. Ele construiu um império, acumulou ouro e prata que não conseguiu gastar e faz tudo o que quis fazer. Apesar de toda “grandeza” eu enxerguei um rei insatisfeito. Alguém que viu no seu incansável esforço e trabalho, um vazio. Alguém que viveu intensamente uma vida que repetia sem nada de novo. Me identifiquei com esse vazio. Apesar de não ter 0,0001 por cento do que ele tinha, nosso vazio era igual. Eu entendi que mesmo se eu tiver todas as riquezas, bens, fama e poder, sem Cristo a minha vida será um grande vazio. Posso tentar viver pelas minhas regras, mas no final do dia vou chegar a mesma conclusão que Salomão: trabalhei, trabalhei e para que? Tudo o que eu adquiri na terra morre junto comigo. Não serei capaz de levar nada. Então, qual o motivo de querer sempre mais?

Parece clichê falar, mas a nossa vida só encontra em Cristo o sentido completo. Nada que temos ou fazemos é capaz de preencher esse vazio no coração. Nenhum relacionamento pode nos completar, nenhuma casa própria, viagem ou qualquer bem material pode ocupar esse espaço. Quando começarmos a entender que não somos capazes de viver por nós mesmos, vamos conseguir viver na realidade de Deus.

Eu recebo várias mensagens de pessoas que me perguntam o que fazer durante o tempo de espera (seja por alguém ou por alguma outra coisa). E muitas vezes por trás dessa pergunta vem a expectativa de alguma receita pronta, atalho ou até mesmo um passo-a-passo para passar por esse tempo. Se você está em busca da mesma resposta é melhor rever os seus conceitos. Não tem como pular etapas. O fundamento para a nossa vida é entender a suficiência de Deus em todas as áreas da nossa vida. Não tem como entrar em um relacionamento sem entender que Deus por si só é o bastante. Toda expectativa que temos precisa ser colocada somente em Deus e não em alguém ou alguma coisa.

Quando entendemos que Deus nos basta e que a grandeza do amor dEle por nós é o bastante, não esperamos nada do homem. Não tentamos preencher esse vazio com um emprego, um namoro ou futuro casamento.

Nosso propósito de vida não é casar. Nosso propósito de vida é expandir o Reino de Deus na terra. É ser o abraço de Cristo para quem precisa, é ser as mãos e os pés onde Ele não pisou e é levar o amor Dele por onde formos. O casamento, o emprego, a faculdade e nossa realização como ser humano é um bônus. Ele AMA nos presentear, não duvide disso, mas tudo isso são presentes que Ele coloca na nossa jornada, não é o prêmio final. O prêmio final é passar a eternidade com o nosso Criador! E isso deve e precisa ser o bastante.

Quando esses momentos de dúvida, medo e insegurança vierem forte, para e pense em como está o seu tempo com Deus. Você tem gastado tempo com Ele ou só está buscado os presentes que Ele tem para você? Você tem focado e fixado os seus olhos no que é eterno ou tem gastado os seus esforços com as coisas passageiras da terra?

Quando esses momentos chegarem, olhe para dentro de você e lembre-se que você já tem tudo em Deus que é suficiente.

Com carinho,

assinatura

 

 

Heart check:

-Como anda o seu tempo de devocional?

-Qual tem sido o principal motivo do seu vazio?

-Você tem buscado a Deus ou apenas os presentes que Ele coloca no caminho?

Vamos colocar em prática?

-Crie uma rotina de devocional constante e escreva o que Deus falar com você.

-Liste os motivos do seu vazio interior e escreva como superá-los.

-Pense em três maneiras de encontrar a grandeza de Deus na sua humanidade e coloque e prática.

Join the discussion 17 Comentários

Gostou do post? Comenta aqui!