A culpa é das estrelas

By 16 de junho de 2014Estilo de vida, Fé & Devocional

Como toda menina, gosto de filmes românticos e de final feliz. Mas de uns tempos para cá, os mais reais tem ganhado a minha preferência. Quando escolhi assistir esse filme, logo pensei que seria mais um  comum com o final já ‘sacado’. Mas não foi.

Inspirado no livro The Fault in Our Stars, o filme conta a história de Hazel e Augustus. Ela, diagnosticada com câncer na tireóide e no pulmão em estágio terminal, ele com uma perna amputada por causa de um câncer nos ossos. Os dois se apaixonam e decidem viver intensamente todos os dias da vida. Só daí já deu para perceber que não é um filme comum, né?

Não vou contar o que acontece durante a trama porque quero te encorajar a ver. Por isso, quero deixar alguns ensinamentos que aprendi ao assistir:

  1. A vida é curta e não temos o controle sobre ela
    Quanto tempo perdemos por deixar para fazer ‘amanhã’ o que podemos fazer hoje? Precisamos viver a vida intensamente e com todo entusiasmo que temos. Se acordamos mais um dia, é porque Deus permitiu que fosse assim. A vida é um presente Dele para nós! Quanta coisa deixamos passar por não dar valor a isso? Não sabemos o que vai acontecer conosco no dia de amanhã. Busque da vida o melhor. Por isso, ame de verdade, perdoe quantas vezes for necessário, crie laços com pessoas e seja contente com o que você é e tem.
  2. Olhe para as pessoas com os olhos de Cristo
    Fomos criados a imagem e semelhança de Cristo. Todos nós… Não só eu ou você. TODOS. Não podemos deixar com que o nosso egoísmo nos afaste do nosso próximo. Precisamos tirar o foco de nós e aprender a enxergar o outro com os olhos de amor. Precisamos ver o outro como Cristo vê! Gaste tempo com as pessoas que ninguém gasta, invista tempo orando por pessoas em hospitais e em situações difíceis… faça alguma coisa em favor do outro todos os dias!
  3. Afirme as pessoas enquanto elas estão por perto
    Valorize sua família e seus amigos. Quantas vezes deixamos de falar o que sentimos para o outro? Precisamos expressar nosso carinho e amor pelas pessoas em vida! Invista em relacionamento. Invista nas pessoas-chave na sua vida e expresse (em palavras e atitudes) o seu sentimento por elas.
  4. Seja grata (o).
    Um dos sentimentos mais puros é a gratidão. Agradeça pela vida, pelo ar que você respira, pela saúde e por pertencer a um Deus de amor. Na correria do dia a dia esquecemos de reparar os detalhes e dar graças por isso. Você já parou para perceber a beleza de uma flor ou até mesmo parou para ouvir os pássaros cantarem? E na beleza das cores, na diversidade de pessoas, animais e plantas? Há tanta beleza no nosso dia e que não deve passar despercebida.
  5. Você é especial
    Durante o desenrolar do filme, o jovem protagonista fala sobre o medo de cair no esquecimento das pessoas. Em um dos momentos, Hazel argumenta para ele que ele a fez sentir especial e que nunca cairia no esquecimento dela. Muitas vezes queremos fazer a diferença no mundo e não nos importamos em fazer a diferença no mundo de alguém. Não espere um palco para ter reconhecimento e aprovação das pessoas. Busque ser diferente no ambiente que você vive! Para Deus uma alma vale mais do que o mundo inteiro. Faça diferença na vida de todas as pessoas que passarem pelo seu caminho! Você é especial… Mostre para as pessoas que elas também são.

Eu saí daquela sala de cinema diferente… A culpa é das estrelas!

Join the discussion 6 Comentários

Deixe uma resposta para Andrea Cancelar Resposta